4 erros cometidos em cartas de apresentação

Quem não quer começar o ano com o estágio garantido, não é mesmo? Para que essa missão seja cumprida com sucesso, é preciso estar preparado. Anteriormente já demos dicas sobre como preencher o currículo e como criar o portfólio ideal para atrair a atenção dos recrutadores. Agora vamos auxiliá-los com outra peça essencial na busca por um estágio: a carta de apresentação.

Sejam anexadas, no corpo do e-mail ou no inbox do LinkedIn, as cartas de apresentação são grandes inseguranças. Isso ocorre porque elas são, geralmente, vistas antes mesmo do que o próprio currículo.

Apresentamos abaixo 4 erros cometidos durante a produção de uma carta de apresentação e, com eles, colocamos algumas dicas sobre o que fazer para não cometê-los. Preste bastante atenção!

Entenda o estilo da empresa
Hoje em dia, o fit cultural é cada vez mais relevante no processo de recrutamento e seleção. Mesmo que você tenha um currículo impecável, as empresas procuram candidatos que tenham o perfil condizente com aquilo que elas acreditam e propagam.

Então, a primeira dica é: conheça muito bem a empresa e o cargo que está se candidatando. Muitas vezes depositamos as nossas energias e até criamos certas “mentirinhas” para sermos contratados, mas, ao longo do tempo, a divergência de cultura aparecerá e o desligamento pode ser uma consequência inevitável.

Tome cuidado com a escrita
A carta de apresentação é a primeira impressão que a empresa tem de você e é comum que a forma como escrevemos não transmita exatamente o que queremos passar, visto que a interpretação linguística é extremamente relativa.

Neste caso, portanto, a dica é escrever a carta de um jeito simples, tomando cuidado para não cometer erros de língua portuguesa ou equivocar-se por excesso de formalidade e informalidade.

Seja objetivo
Como dissemos, dificilmente sua carta transmitirá toda sua essência e é por isso também que existem os currículos e os portfólios. Ainda assim, isso não quer dizer que seja necessário sair escrevendo na carta todas as informações que conseguir, tente ser objetivo.

Escreva, aproximadamente, 3 parágrafos não muito extensos.

Foque na vaga e na empresa
Embora você tenha diversas competências, habilidade e experiências incríveis, foque apenas naquelas que serão relevantes para vaga na qual está concorrendo. Muitos recrutadores perdem o interesse pelo candidato já na carta de apresentação.

Fornecer informações que não são úteis para ele pode ser um problema.

Agora que já sabe o que não fazer, capriche na sua carta de apresentação! 😉

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *