Clima de satisfação: essencial para o desempenho de um estagiário

 

Frederick Herzberg diz que “a verdadeira motivação vem de realização, desenvolvimento pessoal, satisfação no trabalho e reconhecimento”. São ingredientes essenciais para o bom desempenho dos colaboradores na empresa. E como já é de seu conhecimento, a contratação hoje de inúmeros estagiários é uma flagrante realidade nas empresas, sobretudo nas startups. Outra realidade, é que boa parte deles é composta por um público jovem, cheio de vitalidade, de disposição para aprender, ganhar experiência e crescer profissionalmente.

Continue reading “Clima de satisfação: essencial para o desempenho de um estagiário”

Você está atento para a importância dos benefícios?

Nosso blog já pôde tratar aqui, em outro artigo, e de forma bem resumida, sobre como os benefícios podem se tornar um grande atrativo na contratação de estagiários. Mas há detalhes interessantes que você deve conhecer! O estagiário poderá ser remunerado ou não, mas quanto aos benefícios, uns são obrigatórios, outros opcionais.

Abaixo listamos alguns exemplos:

Continue reading “Você está atento para a importância dos benefícios?”

Carreira: 5 coisas que todo mundo deveria aprender com o estagiário

Novos talentos entram no mercado de trabalho com qualidades visadas pelas empresas, como proatividade e sede de aprender

Ao pensar em um estagiário, era comum imaginar um jovem inexperiente carregando documentos, servindo café e realizando pequenas tarefas enfadonhas que ninguém mais queria fazer. Porém, há tempos os aprendizes deixaram os bastidores para assumir papeis relevantes dentro das empresas. Como prova disso, a plataforma Estagiários Online, especialista em recrutamento de estudantes, selecionou cinco atitudes e qualidades inerentes à nova geração que todos os profissionais deveriam cultivar. Confira:

1.      Desafiar a hierarquia

Não aceitar a palavra do chefe só por ser o chefe. Colocar o seu ponto de vista e questionar atitudes engessadas – sempre com educação e no momento adequado – são ações que promovem a boa comunicação e relacionamento da equipe, além do sentimento de pertencimento à empresa.

2.      Estar atualizado

A nova geração é naturalmente inquieta, curiosa e traz a tecnologia no sangue. Faz parte do perfil de quem está entrando no mercado estar antenado nas redes sociais e tendências do setor. “É impossível estar alheio aos novos recursos digitais. Aqueles que subestimaram o poder das redes sociais foram passados para trás por quem percebeu o potencial das comunidades virtuais para ações de marketing, por exemplo”, comenta Kleber Costa, CEO do Estagiários Online.

3.      Flexibilidade

Para os estagiários não há tarefas melhores ou piores, todas trazem algum tipo de aprendizagem. O desejo de extrair o máximo de experiência faz com que eles assumam diversas funções e tenham uma amostra de diferentes setores da empresa, conhecimento desejável a todos os funcionários.

4.      Aprender com o outro

“Por estar no início da vida profissional e ter pouca experiência, espera-se que o estagiário pergunte aquilo que não ficou claro”, afirma Costa. Porém saciar as dúvidas – e não ter vergonha disso – deve ser um costume de qualquer funcionário, pois evita mal-entendidos.

5.       Proatividade

Todo estagiário quer mostrar trabalho para seus superiores e, por isso, a proatividade é uma característica comum. Apresentar ideias criativas, ter iniciativa e estar à disposição dos colegas quando for necessário são atitudes que devem iniciar no estágio e perdurar até o fim da vida profissional.

RH: 10 dicas para contratar um bom estagiário

 Criamos uma lista com algumas dicas de como recrutar talentos para a sua empresa

Contratar bons estagiários, atualmente, é imprescindível para formar mão-de-obra especializada com menos burocracia e custos e, quem sabe, encontrar os futuros líderes da empresa. Confira:

 

1. Alinhe sua expectativa

É preciso saber o que esperar do estagiário. Tenha em mente que o universitário é um talento a ser lapidado, no qual vale investir tempo e conhecimento. Não espere a mesma desenvoltura de um profissional experiente, mas também não pense nele como um office-boy de luxo. Deve ser alguém com potencial, curioso, com iniciativa e as aptidões necessárias.

2. Onde procurar

A dica é investir em plataformas especializadas, como o Estagiários Online, que facilitam o processo seletivo, sem custo, e ainda ajudam a pular etapas ao disponibilizarem testes virtuais, vídeocurrículo e radar de talentos. Outro ponto é compartilhar em redes sociais a vaga para atrair muitos candidatos. Quanto mais, melhor será para refinar.

3. Avalie se fez lição de casa

Na entrevista, avalie se o candidato se preparou e pesquisou sobre a empresa antes. Isso demonstra interesse e aumenta as chances de o entrevistado estar mais ciente do que é esperado dele. Uma forma clássica de iniciar essa conversa é: “Por que quer trabalhar aqui?”, e não aceite respostas genéricas como “porque o ambiente parece legal”.

4. Note comprometimento

Certas atitudes já revelam características do candidato, antes ou durante a entrevista presencial. Mais do que reparar em atrasos, note se desmarca muito ou se é responsável e avisa com antecedência caso ocorra algum contratempo.

5. Teste como reage sob pressão

Não deixe o candidato totalmente confortável durante a entrevista. Em determinado momento, faça perguntas mais incisivas ou que o contrariem para checar como ele reage em situações adversas e se tem jogo de cintura para argumentar e mostrar seu ponto de vista. Essa atitude é essencial para checar agressividade e teimosia, por exemplo.

6. Pergunta-chave

Para checar determinada característica existe uma técnica infalível. Mais do que perguntar diretamente, por exemplo, se é criativo, resiliente, se sabe trabalhar em equipe ou tem perfil de liderança, peça para o candidato descrever uma situação que exemplifique aquela aptidão. Assim, fica mais difícil a pessoa inventar algo.

7. Vá além de notas acadêmicas e experiências profissionais

Para ganhar tempo e qualidade durante o processo de seleção dos candidatos, aproveite ferramentas como o Estagiários Online que oferece testes de inteligência emocional e filtros com base em valores e características comportamentais buscadas para a vaga. Isso pode fazer toda a diferença no dia a dia profissional.

8. Na prática

Deixe claro quais as funções que serão exercidas pelo candidato, dando exemplos de tarefas e situações reais. Afinal, ele também tem de gostar da vaga. Na sequência, realize um teste prático para analisar se o desempenho é suficiente. Por exemplo, solucionar uma questão técnica ou interpretação de texto em inglês.

9. Abra para questões

Ao fim da entrevista, reserve um tempo para o candidato fazer perguntas. Nem todos param para pensar nisso, mas as questões feitas revelam muito sobre o profissional. Dependendo do foco, mostra o que o atraiu para aquela vaga.

10. Deixe claras as oportunidades de crescimento

A nova geração pede feedback constante, uma hierarquia menos engessada e, principalmente, chance de aprender e de crescer dentro das companhias. Quando o candidato tem o perfil ideal para a empresa, deixe claras as oportunidades de crescimento que oferece, para não gerar frustração e diminuir a rotatividade.