Tenha o portfólio ideal

Quando o assunto é a busca por estágio, sem dúvidas o currículo é um dos temas que mais gera dúvida e insegurança, no entanto, em alguns casos, ter apenas um currículo impecável não é suficiente para encontrar o estágio ideal. Existem profissões que requerem exemplos práticos das competências e habilidades apresentadas e, para isso, temos os portfólios.

Os portfólios funcionam como uma vitrine profissional, em que você expõe os principais projetos. Embora não sejam uma exigência para todas as áreas, quando bem-feitos, são indiscutivelmente um grande diferencial competitivo.

Assim como os currículos, os portfólios também geram grandes dúvidas na hora da montagem e, por isso, juntamos abaixo algumas dicas que vão ajudá-los a produzir um bom portfólio. Confira:

Currículo ≠ portfólio
Os currículos basicamente apresentam uma síntese da sua formação, habilidades e aptidões para o cargo pretendido. Eles podem até expor, brevemente, trabalhos importantes que desenvolveu, no entanto, não são apresentados de forma detalhada.

Já os portfólios efetivamente divulgam os seus projetos. São escolhidos alguns trabalhos (ou todos, se achar necessário) para divulgação e pode-se, até, explorar mais qual foi o seu processo criativo e, quando colocar um projeto grande em que não atuou sozinho, é importante deixar claro quais foram as suas funções dentro dele.

Saiba qual tipo de portfólio fazer
Embora o começo do texto tenha falado apenas sobre portfólio profissional, é necessário ressaltar que não existe apenas um tipo.

Você pode, por exemplo, criar um portfólio com todos os seus trabalhos acadêmicos para auxiliar na busca por uma bolsa de estudos, pode criar um para sua empresa com todos os produtos/serviços desenvolvidos por ela etc. Cada tipo possui um objetivo diferente, logo, precisam ser apresentados de forma coerente com cada necessidade.

Fale sobre você
Antes de apresentar seus projetos, faça uma introdução sobre você: quem é, o que faz/já fez, estuda e gosta. Não precisa se aprofundar muito e nem tentar escrever uma autobiografia de várias páginas.

Sua autodescrição também é importante para ajudar as empresas a entenderem se você possui fit cultural com ela.

Exponha projetos pessoais e acadêmicos
Abordamos sobre a existência de mais de um tipo de portfólio, entretanto, quando está em busca do primeiro emprego, é comum que os seus únicos projetos sejam os desenvolvidos na faculdade e não há problema nenhum apresentar só eles. Conforme dissemos, o que mudará é a forma como será apresentado.

Você pode, da mesma forma, divulgar pequenos projetos que fez para amigos, parentes e conhecidos. À medida que tiver mais trabalhos para apresentar, poderá escolher se deseja manter todos ou só os mais relevantes.

Faça uma descrição do projeto apresentado
Nem sempre você apresentará trabalhos conhecidos por todos e de fácil entendimento. Por isso, é interessante escrever de forma resumida qual o conceito, finalidade, data e até qual foi o seu processo criativo para desenvolvê-lo.

Tome cuidado com a aparência
Não se esqueça que o seu portfólio funciona como uma vitrine e que a sua apresentação é inevitavelmente levada em consideração. Caso o seu foco não seja design, procure um modelo um pouco mais simples, mas que seja organizado e compatível com você.

Mantenha-o atualizado
Assim como o currículo, é muito importante manter o portfólio atualizado. Veja também se vale a pena manter todos os projetos ou se pode substituir alguns.

E aí, você já tem um portfólio? Não?!

Separe um tempinho das suas férias para criar um e comece 2020 com o seu estágio ideal 😉

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *